Blog - Exibir Post

Dicas para a Conquista da Felicidade de 2018

  • 11/12/2017
  • Nancy Assad Comunicação

Com a chegada do próximo ano se aproximando, as listas de promessas e desejos começam a ser escritas, afinal, ano novo, vida nova. Mas não é só nesse período que as pessoas buscam pela felicidade, essa é uma das sensações mais procuradas na vida. Permanecer nessa condição emocional age positivamente na vida pessoal e profissional, refletindo, também, para pessoas de seu convívio social. Para tanto, assumir a posição de autor e protagonista da sua própria história é fundamental para essa conquista. Para a diretora do Instituto Feliciência, especialista em felicidade, Carla Furtado, estar feliz é uma consequência de alguns fatores que podem ser controlados por nós, tornando essa, uma busca mais viável. A especialista listou algumas dicas para que as pessoas conquistem a felicidade em 2018:

1.   
Autonomia
É verdade que existe uma predisposição genética e uma influência do ambiente que frequentamos para a nossa felicidade. Mas, grande parte da conquista da felicidade depende somente de nós, das escolhas que fazemos durante a vida. Um bom exemplo é a prática de exercícios físicos que melhora a autoestima, a condição física, diminui o estresse e, ainda, proporciona bem-estar emocional.


2.   
Pensamento
Muito se fala sobre o pensamento positivo e relaxamento. E, sim, ele é capaz de tornar sua vida mais leve. Fácil não é, afinal, o cérebro humano tem a tendência de guardar situações negativas para se defender futuramente de situações parecidas. No entanto, já se sabe que com exercícios diários, como meditação, por exemplo, podemos ?ensinar? o cérebro a escolher situações positivas, deixando as negativas de lado.


3.   
Dinheiro X Felicidade

?Dinheiro não traz felicidade, manda buscar?, é uma frase bastante comum, uma crença cultural. Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e o portal Meu Bolso Feliz, em 2015, 69% dos brasileiros davam mais valor ao tempo com a família do que ao aumento de salário. Isso porque depois de supridas as necessidades básicas, como conforto, casa, comida e saúde, o capital já não agrega muito.

4.   
Relação Tempo-Felicidade

Principalmente quando consideramos o dia a dia estressante a que todos são expostos nos dias atuais, percebemos o quanto ter tempo é importante. O trabalho é fundamental, altamente benéfico e pode mesmo ser prazeroso. Mas, ter tempo com a família, amigos e, inclusive, para o ócio, é fundamental para uma vida feliz.

5.   
Gratidão

O termo já virou até hashtag nas redes sociais. Mas, para além dos modismos da internet, a palavra que vem do latim gratitudo, é capaz de diminuir sentimentos tóxicos como a inveja, por exemplo. Isso, porque, a gratidão ativa a área de recompensa do cérebro, fazendo com que nos sintamos imediatamente felizes.



Voltar